VEREADORA GEROLINA APRESENTA NOTA DE REPUDIO AO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

A vereadora Gerolina Alves, presidente Municipal do PSDB de Água Clara, no exercício pleno de seus direitos democráticos, representou, através de um Boletim de Ocorrência, contra o Presidente da Câmara Municipal de Água Clara, Vereador Vicente Amara de Souza Neto (PDT), por ofensas e agressões verbais proferidas contra a autora e outros vereadores, no exercício da presidência, o que pode caracterizar falta de decoro parlamentar.

A representação feita pela vereadora poderá se tornar ação civil e criminal contra o presidente do Legislativo Municipal junto ao Poder Judiciário, podendo levar o mesmo a perder seu mandato por falta de decoro parlamentar.

Nas ultimas sessões o presidente da casa, visivelmente nervoso, tem atacado os demais pares, especialmente após denuncias do Ministério Publico pela pratica de contratação de funcionários fantasmas, fato negado pelo presidente. Este episódio causou mal estar entre o Presidente e o vereador, também do PSDB, Gustavo Guiraldelli que cobrou providencias da casa para sanar o problema.

 “O presidente Vicente Amaro tem praticado de forma reiterada atos e palavras de grande potencial ofensivo, direcionados não só a vereadora Gerolina, como a outros vereadores se revelando um despreparado para exercer o cargo que ocupa e se revelou um ditador tentando impor suas vontades valendo-se do exercício arbitrário das próprias razões com ofensas levianas a honra dos que a ele se opõem, lança mão de meios espúrios de intimidação para constranger e calar a quem o enfrenta”. Afirmou em sua nota de repudio, que você verifica ao final desta matéria, a Vereadora Gerolina Alves (PSDB).

NOTA DE REPÚDIO AO PRESIDENTE DA CÂMARA VICENTE AMARO

A vereadora e presidente do Diretório Municipal do PSDB de água Clara-M.S., Gerolina Alves, vem a público emitir nota de repúdio às constantes agressões verbais proferidas pelo Presidente da Câmara Vicente Amaro de Souza Neto, agressões estas que, em tese,caracterizaram a pratica dos crimes de calúnia e injúria com propósito de intimidar, denegrir a honra, imagem da vereadora, e, principalmente, coagi-la a se calar, obstruí-la no exercício de suas prerrogativas de fiscalizar os atos, contas e contratações de servidores nos poderes legislativo e executivo.

 Tais atos ofensivos ao decoro, a honra e ao bom nome da vereadora foram registrados em boletim de ocorrência policial e, posteriormente, será encaminhado ao poder judiciário para serem julgados nas esferas cível e criminal, decisões que espero sejam de condenação; além de responder a um processo disciplinar que poderá resultar na cassação de seu mandato, porque acredito que ninguém está acima da lei, apesar de o Presidente Vicente acreditar deter o poder de agir impunemente acima da lei e do Regimento Interno da Câmara.

O presidente Vicente Amaro tem praticado de forma reiterada atos e palavras de grande potencial ofensivo, direcionados não só a vereadora Gerolina, como a outros vereadores se revelando um despreparado para exercer o cargo que ocupa, incapaz para o debate (instrumento essencial para o exercício democrático no parlamento), intolerante as divergências de idéias, se revelou um ditador tentando impor suas vontades valendo-se do exercício arbitrário das próprias razões com ofensas levianas a honra dos que a ele se opõem, lança mão de meios espúrios de intimidação para constranger e calar a quem o enfrenta.

Reitero neste manifesto o que já foi dito na Tribuna da Câmara ao Presidente Vicente, em resposta as ofensas por ele proferidas, NÃO TENHO MEDO DE AMEÇAS, NÃO VAI ME INTIMIDAR, NÃO VAI ME CALAR, continuarei honrando meu compromisso de bem representar ao povo, fiscalizando, combatendo e denunciando à Justiça todo ato que configure corrupção ou desvio de conduta indistintamente de quem os pratique, jamais serei omissa ou conivente.

Água Clara, M.S,  13 de setembro de 2017.

_________________

Gerolina da Silva Alves

Vereadora e Presidente do Diretório do PSDB