VEREADOR ALFREDO PEDE VISTA À PROJETO E BIRÓCA RASGA REGIMENTO NEGANDO

DSCN1511
Vereador Alfredo pede vista ao Projeto 002 e é apoiado pelo Vereador Soró e Marcelinho

 

Na primeira sessão ordinária da Câmara Municipal no ano de 2015 o Poder Executivo encaminha dois projetos de lei para a câmara municipal, o Projeto de Lei 001.2015 que dispõe sobre reajuste de 10% na tabela I do anexo II da Lei 944 de 2014, mais uma vez os vereadores, que aprovaram, e o prefeito municipal, que solicitou, reajustam os salários dos professores e não dão reajuste para os demais servidores.

Segundo o presidente da casa, Vereador Biróca, o reajuste dos demais servidores não saiu porque o presidente do Sindicato esta doente e não foi falar com o prefeito.

O segundo projeto, o de numero 002.2015, solicita autorização dos nobres vereadores para que o poder executivo possa negociar no mercado os TDA – Títulos da Dívida Agraria custodiados em nome do município no Banco do Brasil.

DSCN1498
Vereador Eulojarí – Líder do Prefeito

São 3.648 títulos, com vencimentos até 2030. Valores estiados, segundo informação do líder do Prefeito Vereador Eulojari Ferreira em mais de 400 mil reais. Se fossem negociados na data correta, renderia aos cofres mais de 1 milhão de reais.

A antecipação dos TDA’s, causa na verdade prejuízo ao erário, uma vez que são negociados no mercado com deságio, e quanto mais longo o prazo maior é o deságio. Seria vantagem se estes recursos fossem destinados para obra de relevância, mas o Poder Executivo não informou.

DSCN1516
Vereador Biróca – Presidente da casa, negou vista ao projeto.

Nem a mensagem e muito menos o projeto fala do destino do dinheiro, e por isso o vereador Alfredo Alexandrino, pediu vista ao Projeto conforme prevê o artigo 59 do regimento interno da Casa de Leis. Direito liquido e certo do vereador, mas de forma autoritária e demonstrando despreparo do presidente e da assessoria jurídica da casa o pedido do vereador do PSC foi negado.

O presidente ao negar o pedido disse ao Vereador Alfredo “agora quem manda nesta casa sou eu, vossa excelência já mandou, mas agora mando eu e está negado o pedido”, afirmando se o vereador Alfredo não concordar que vá a justiça.

MARCELO, ALFREDO E SORÓ
Vereador Marcelo e Alfredo devem recorrer a justiça

“Eu queria apenas ter a oportunidade de discutir melhor este assunto, estamos autorizando o prefeito a liberar recursos, mas nem mesmo sabemos para que, onde vai ser aplicado e os vereadores da base não quer discutir querem aprovar sem nenhum aprofundamento”, finalizou Alfredo.

O Vereador Alfredo Alexandrino confidenciou que deve pedir a justiça a nulidade da aprovação deste projeto sem antes poder ser analisado deforma mais apurada, no que foi seguido pelo seu colega de bancada, vereador Marcelo Carvoeiro.

DSCN1505
No primeiro plano familiares do senhor Francisco Barbosa de Almeida, homenageado pela Vereadora Jurema Matos

Na sessão desta segunda, a vereadora Jurema Nogueira, f apresentou duas moções de pesar, uma à família do senhor Waldemar França da Silva e a outra para os familiares do senhor Francisco Barbosa de Almeida, que era um dos mais assíduos participantes das sessões da Câmara.