VALDIVIA COMEÇOU 2015 COM ENTREVISTA POLÊMICA. E VEM MAIS POR AÍ

Futebol

Valdivia volta a jogar com a camisa do Palmeiras
Valdivia volta a jogar com a camisa do Palmeiras

Com polêmicas, ironias e desabafos, Valdivia deu sua primeira entrevista após jogar com a camisa do Palmeiras em 2015. O chileno não mediu palavras para encarar os microfones no último sábado (4) e adotará a mesma estratégia daqui para frente.

O camisa 10 se sentiu muito desvalorizado por chegar a quatro meses do fim de seu contrato e ainda não ter sua renovação encaminhada. Escancarou que gostaria de ter sua situação resolvida e que uma empresa que não quer perder seus bons funcionários deve resolver os problemas o mais rápido possível.

Não foi à toa que usou os exemplos de Wesley e Alan Kardec, hoje no São Paulo, para ilustrar a sua situação. Ele foi além. Preferiu não repetir a promessa de não atuar por nenhuma outra equipe brasileira. “Se perceber que tem sacanagem, a coisa vai ser diferente”.

Valdivia tem se cercado de quem confia neste momento e vigia de perto a movimentação da diretoria na novela envolvendo sua permanência. O meia diz saber o motivo de cada notícia publicada na imprensa, já elegeu quem são os “fofoqueiros” na Academia de Futebol e se incomoda bastante quando diretores dizem já ter enviado uma proposta, fato que nega veementemente.

É por isso que ele fará questão de colocar toda a sua posição nas entrevistas que der daqui para frente. Já mostrou que não tem medo de confrontar o diretor de futebol, Alexandre Mattos. Fez isso uma vez, via Twitter, e fez novamente, nos microfones. E fará sempre que necessário, como foi no ponto de interrogação que colocou em relação ao contrato de produtividade. “Se alguém quebrar meu nariz em um jogo e eu não puder jogar? Como é que fica? Tem de ver isso com cuidado”, analisou.

O que joga a seu favor é a diferença  em relação aos outros do elenco. Ele sabe que, tecnicamente, é eleito pela comissão técnica como o melhor do time. Sabe também que a maior parte da torcida está a favor de sua permanência, basta ver o furor que causou ao entrar no Allianz Parque no último sábado.

Oswaldo de Oliveira já deixou bem claro que quer sua permanência. Alexandre Mattos chegou a dizer que faria de tudo para que Valdivia não se transformasse em novela, mas já mostrou que precisará agir mais rápido se não quer que isso se transforme em pressão extra.

Na quarta-feira, Valdivia volta a campo pelo Palmeiras, desta vez, para enfrentar o Ituano. O pós-jogo promete mais uma boa entrevista do chileno. Fonte: UOL – São Paulo.