TEMPORAIS CONTINUAM EM JANEIRO E DEIXAM 69 CIDADES EM ALERTA

Precipitação elevada resultou em decreto de emergência no sul do Estado

Excesso de chuva deve prevalecer por sete dias
Excesso de chuva deve prevalecer por sete dias

O próximo ano deve iniciar com alerta de chuva intensa e descargas elétricas em 69 municípios de Mato Grosso do Sul. Há risco de alagamentos, precipitações acima de 50 milímetros e ventos de até 60 km/h. As informações são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

De acordo com o meteorologista do INPE, Bruno Miranda, o deslocamento de massa de ar quente e úmida da Amazônia é responsável pelo excesso de pancadas de chuva na região nos próximos sete dias. 

Com isso, o ano novo pode começar embaixo d’água para ao menos 69 municípios listados com alerta de perigo potencial em sistema de eventos meteorológicos severos para o sul da América do Sul.

Estações meteorológicas automáticas registraram, nas últimas seis horas, precipitação de 11mm em Campo Grande. Já em Coxim e Cassilândia os índices chegaram a 60mm e 42mm, respectivamente.

No sul do Estado, ao menos 22 municípios declararam situação de emergência depois que rodovias e casas foram destruídas em decorrência da chuva intensa no início do mês. O prejuízo supera R$ 115 milhões. Fonte Correio do Estado.