Sem receber salários, operários do Aquário do Pantanal afirmam que obras podem parar

Empresas que prestam serviços para a construção do Aquário do Pantanal alertam para a falta de pagamentos por parte do Governo Estadual. Desta forma, os funcionários ainda não receberam o salário referente ao mês de dezembro e dizem que as obras podem parar caso o problema continue.

O dono de uma empreiteira, que preferiu não se identificar, informou que quase todas as empresas que trabalham na obra estão sem receber. “Não depositaram nosso dinheiro, por isso vamos nos reunir com o governo para resolver essa situação. Se não houver um acordo, vamos organizar uma manifestação em frente ao Aquário”, ressalta.

Outro empresário, que também preferiu não se identificar por temer calote, informou que só tomaria uma decisão mais contundente caso o governo sinalizasse para o não pagamento. “Tem muitas empreiteiras na mesma situação. Vamos esperar e poderemos reunir mais gente para uma eventual reclamação pública”, alerta.

A maioria dos operários que trabalham no local pondera quando é questionada sobre o atraso, contudo, alguns dizem estar no limite. “Vou esperar mais um dia. Se eu não receber meu salário vou colocar a boca no mundo”, diz. Não houve manifestação do governo em relação ao assunto.

O Aquário do Pantanal foi orçado, inicialmente, em R$ 87 milhões, todavia, estima-se que já foram gastos mais de R$ 170 milhões. Além disso, as projeções indicam que a despesa total chegue a R$ 200 milhões. O Aquário conterá 18 tanques que farão alusão aos Rios Miranda, Piquiri e Paraguai.