PROMOTOR DE JUSTIÇA XINGA PROCURADOR-GERAL, QUE MANDA REFAZER O PARECER

O promotor de Justiça levou “puxão de orelha” do procurador-geral.

Humberto Brites foi xingado por Marcos Alex por chamá-lo atenção.
Humberto Brites foi xingado por Marcos Alex por chamá-lo atenção.

Por ser considerado fajuto, inconsistente e irresponsável, o relatório final do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) sobre a suspeita de que vereadores e empresários se uniram para cassar o mandato do prefeito Alcides Bernal (PP), elaborado pelo promotor auxiliar Marcos Alex Vera de Oliveira, abriu guerra no Ministério Público Estadual (MPE).

O promotor de Justiça levou “puxão de orelha” do procurador-geral de Justiça, Humberto Brites, por agir de forma “irresponsável”.

Marcos Alex reagiu mandando o chefe “tomar no meio do c…!!!”. Essa conversa teria ocorrido por mensagem no WhatsApp.

Isto mostra o clima de apreensão no MPE. Por causa das ofensas e insubordinação, Marcos Alex será demitido da coordenação-geral do Gaeco e poderá ficar encostado numa promotoria.

O procurador-geral de Justiça pediu para sua equipe de promotores-assessores refazer o relatório com realização de novas diligências, porque as investigações feitas pelo Gaeco foram consideradas frágeis. E nesta nova fase, Marcos Alex está proibido de participar ou de “meter mão” no relatório. Fonte Correio do Estado.