PRF CONTABILIZA OITO MORTES E MAIS DE 900 MULTAS POR EXCESSO DE VELOCIDADE

Feriadão nas Estradas de MS

A Polícia Rodoviária Federal confirmou no meio da tarde desta segunda-feira (12) que oito pessoas faleceram em rodovias federais desde o início da operação por conta do feriado prolongado. O acidente mais recente aconteceu na BR-060, próximo à entrada do Bolicho Seco, no km 408. Segundo nota da PRF, a região não tem sinal de telefonia móvel e por isso não havia mais detalhes para repassar.

Na balanço parcial da operação Nossa Senhora Aparecida, que começou na sexta-feira (9), foram aplicadas 912 multas por excesso de velocidade no período do dia 9 ao dia 11. Foram registrados 18 acidentes, com nove feridos nesses três dias informados.

A PRF ainda identificou dois condutores dirigindo alcoolizados e ambos foram presos. A ultrapassagens proibidas também foram problema nas rodovias federais. As multas chegaram a 146. Policiais ainda abordaram veículos que crianças não usavam a cadeirinha, obrigatória por lei para garantir a segurança dos pequenos.

Em imagens de radares, trechos onde o limite de velocidade é entre 80 km/h e 100 km/h, carros foram multados a mais de 160 km/h. Um caminhão também foi identificado muito acima da velocidade permitida, a 133 km/h. As multas para esses casos são de R$ 574,62.

“Em razão do tempo chuvoso, a PRF recomenda especial atenção a três medidas que podem diminuir riscos sob chuva: acender faróis, aumentar distância de segurança do veículo que vai a frente e se manter dentro do limite de velocidade”, alertou nota da polícia. “Semana passada uma condutora aquaplanou na BR-163 por não ter reduzido a velocidade sob a chuva, causando acidente no qual morreram três pessoas”, destacou o material.

ACIDENTES COM MORTE

O primeiro acidente como morte foi registrado na sexta-feira (9), na BR-163, em São Gabriel do Oeste. Um jovem de 22 anos morreu depois de ter a moto que conduzia atingida por uma caminhonete que invadiu a preferencial.

No sábado, quatro pessoas morreram em um acidente na BR-158 em Paranaíba. Testemunhas relataram à polícia que o condutor de um Corsa Classic tentou uma ultrapassagem, perdeu o controle da direção depois do veículo deslizar em grãos de milho pela pista e colidiu de frente com um Uno e com um Opala. Os ocupantes do Uno e a passageira do Corsa morreram na hora.

Também na BR-158, , Eni Margarida Battisti, 57 anos, morreu depois colidir o veículo que conduzia, um Fox, em uma carreta bitrem. O motorista da carreta informou que tentava atravessar a rodovia para estacionar no acostamento do lado oposto quando houve o acidente.

OUTUBRO VIOLENTO NA RODOVIA

No final de semana passado, nove pessoas morreram em acidentes nas BRs que cortam Mato Grosso do Sul. Entre eles estavam duas famílias.

Em um dos casos, um condutor que estava alcoolizado causou a colisão que matou quatro pessoas: Gabriela Duarte de Souza, de 8 anos, Lucas Duarte de Souza, de 12 anos, Wanderson Duarte e uma amiga da família, Jocelise Pereira de Oliveira, 34 anos. Só sobreviveu a mãe das crianças e esposa de Wanderson, Hellen Rolon de Souza Duarte. Fonte: Correio do Estado