PREFEITO NÃO CUMPRE AS METAS DO CONVÊNIO COM GOVERNO FEDERAL PARA ATENDER A AGRICULTRA FAMILIAR

Água Clara/MS

Plantação ficou inundada devido às chuvas desta quinta-feira
Plantação ficou inundada devido às chuvas desta quinta-feira

Em 2013 a cidade de Água Clara/MS recebeu através de recursos do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), na cidade de Inocência, uma retroescavadeira que faz parte de um projeto de agricultura familiar do governo Federal, com festas e pompas, com caravana de autoridades do Poder Executivo e vereadores.

“Estou muito feliz, pois já neste início de mandato conseguimos esse benefício que custa aproximadamente R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Esse maquinário é para melhorar o trabalho da infraestrutura e é só o começo de muitas melhorias que irei lutar pela nossa cidade, pois o povo água-clarense merece muito mais” ressalta o prefeito Silas José, à época.

A plantação ficou bastante danificada
A plantação ficou bastante danificada

Já em 2014 recebeu uma moto-niveladora, uma retro escavadeira e um caminhão caçamba, através de recursos do Governo Federal, da gestão e de emendas parlamentares, todos estes equipamentos serviriam para atender os produtores e para recuperação de estradas vicinais.

Mas nada disso esta sendo feito, recentemente mostramos a situação das estradas em nosso município. A desculpa pela incompetência é sempre a mesma, a chuva que esta caindo. Mas nos outros meses que não choveu porque não fizeram?

Não precisamos nos deslocar para a zona rural para verificar o descaso, dentro do perímetro urbano existem pequenos produtores de verduras, que fazem parte deste programa, da agricultura familiar, objeto das doações feitas pelo Governo Federal para dar suporte a este tipo de produção, que não estão sendo atendidos pelo Prefeito Silas José.

Famílias acampadas a beira da MS 324
Famílias acampadas a beira da MS 324

Existe mais de 150 famílias necessitando de ajuda, acampadas nas margens da MS-324 que liga nosso município até Inocência. Estes equipamentos deveriam beneficiar estes agricultores e os demais pequenos proprietários rurais da região e nada disso esta sendo realizado. As máquinas estão sendo usadas para fazer outros serviços, menos aqueles a que se destina, ferindo inclusive os termos do convênio com o Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Rua de acesso à pequenas propriedades
Rua de acesso à pequenas propriedades

Há mais de cinco meses um produtor de hortaliças reivindica do poder público, providências para arrumar o prolongamento da Rua Portes Batista, que em dias de chuva inunda a sua plantação, mas nada foi feito e nesta quinta feira (26) mais uma vez foi prejudicado perdendo parte de sua produção. “Até quando vamos conviver com esta situação, o que eu quero é poder produzir, sustentar minha família e viver bem, sei que tem os recursos, os equipamentos estão ai, mas nada foi feito”, ponderou o pequeno produtor.

Este é o retrato triste de uma administração sem rumo, sem planejamento, fazendo obras sem os devidos cuidados técnicos, apenas para atender interesses particulares ou de grupos. Gastaram mais de 19 milhões de reais em consultoria, cerca de 1,5 milhões para asfaltar um bairro que tem mais da metade dos terrenos sem casa, e um pobre produtor que precisa que se faça uma pequena obra, que iria custar o valor do combustível das máquinas que já existente, não é atendido. Ai fica difícil de entender e compreender.