PORTÃO DA CASA DO PREFEITO DE RIBAS DO RIO PARDO É ALVEJADO A BALA

Prefeito de Ribas Sofre atentado
O disparo atingiu a parte inferior do portão e o prefeito acompanhou a perícia dos agentes da Polícia Civi

Eram por volta de 21 horas da noite desta quinta-feira, dia 12, quando o prefeito do município de Ribas do Rio Pardo, José Domingues Ramos, o Zé Cabelo, estava do lado de dentro de sua residência, caminhando em direção ao portão de saída de sua casa, localizada na frente da sede da Prefeitura, e ouviu um estrondo parecido com tiros.

O prefeito estava acompanhado de um amigo, que saiu para verificar e encontrou marcas de tiros no portão de entrada de veículos. A casa fica na Rua Conceição do Rio Pardo. Imediatamente um veículo foi avistado dobrando a próxima esquina, onde moradores viram um homem no seu interior guardando o que parecia ser uma espingarda.

Prefeito de Ribas Sofre atentado 1
Policial Civil fazendo os levantamentos para a perícia – Zé Cabelo acompanhou os trabalhos.

A Polícia Militar foi acionada e a Polícia Civil também. Uma guarnição esteve no local e efetuou diligências de busca e captura nas proximidades para tentar localizar e prender suspeitos, o que não aconteceu. Equipe da Polícia Civil recolheu restos de bala e levou para fazer perícia.

Minutos depois a imprensa já estava no local e registrou o fato. A equipe do Rio Pardo News fez postagem nas redes sociais (Facebook) e dezenas de pessoas se dirigiram até a casa do prefeito para levar solidariedade e saber, de fato, o que aconteceu.

O prefeito Zé Cabelo concedeu entrevista no local e deixou claro que não sabe quem poderia ter efetuado os disparos. “Tem várias marcas no lado de fora do portão e, claramente, dá pra ver doze delas estufadas na parte interna… felizmente não atravessaram porque eu estava parado a menos de cinco metros da entrada da minha casa”, disse Zé Cabelo.

O prefeito disse também que não faz ideia de quem possa ter efetuado os disparos. Dezenas de pessoas foram até a casa de Zé Cabelo, entre elas, familiares, parentes, autoridades e políticos, para levar solidariedade e ajudar a descobrir quem é o autor. Fonte: Rio Pardo News