POLÍCIA APOSTA EM QUEBRA DE SIGILO TELEFÔNICO PARA ELUCIDAR CRIME

Camapuã/MS

Ana Cláudia foi morta com uma facada no tórax  (Foto: Hora da Notícia)
Ana Cláudia foi morta com uma facada no tórax
(Foto: Hora da Notícia)

A investigação policial que busca apontar os autores do crime que vitimou a jovem Ana Claudia da Silva Cruz, 24 anos está em andamento, porém a polícia de Camapuã, na região norte do Estado, ainda trabalha na coleta de dados e informações de suspeitos. A família informou ao site Hora da Notícia que a jovem havia sido ameaçada uma semana antes de ser assassinada.

O escrivão de polícia que está ouvindo pessoas que supostamente podem estar envolvidas no crime afirmou que as pessoas autoras das ameaças já foram ouvidas e podem não estarem envolvidas no homicídio.

Um pedido de quebra de sigilo telefônico seria pedido ao juiz da comarca, e sendo deferido, a polícia irá confrontar com depoimentos de pessoas ouvidas no inquérito.

O corpo foi encontrado no último dia 18 as margens da BR-060, distante cerca de seis quilômetros, próximo ao trevo que liga aos municípios de Figueirão e Paraíso das Águas. Fonte: Hora da Notícia