PGR VAI INVESTIGAR REMESSA ILEGAL DE DINHEIRO PARA SUÍÇA PELO HSBC

A Secretaria de Cooperação Jurídica Internacional da Procuradoria Geral da República abriu procedimento para apurar a suspeita de evasão fiscal com o HSBC na Suíça, no caso “Swissleaks”. O banco teria ajudado clientes, entre eles oito mil brasileiros, a esconder bilhões de dólares no país europeu entre 2006 e 2007. O escândalo foi divulgado por uma associação de jornalistas, o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ).

A Receita Federal também já tinha informado que teve acesso aos nomes dos brasileiros, e que iria apurar o caso, já que é exigência, para ter conta no exterior, comunicar à Receita e ao Banco Central. O órgão informou que recebe com ajuda internacional para verificar as irregularidades, e que pretende identificar o maior número possível de contribuintes e levantar os valores não declarados. Alguns dos presentes na lista, inclusive, já haviam sido objeto de investigação do órgão.

No dia 9 deste mês, o HSBC alegou que mudou após constatar falhas em 2007, o que teria culminado em uma “transformação radical” em 2008, para “impedir que seus serviços sejam utilizados com o objetivo de fraudar o fisco ou lavar dinheiro sujo”. Entre as medidas que foram adotadas, estariam o fechamento de contas de clientes e aplicação de um “sistema de controle interno muito exigente”. Fonte:Jornal do Brasil.