PARA LAIS SOUZA O FOCO É O TRATAMENTO, NÃO SUA ORIENTAÇÃO SEXUAL

Lais Souza quer focar asaençoes no tratamento.
Lais Souza quer focar no tratamento e pela primeira vez admite voltar a competir.

Após a repercussão de uma entrevista à revista TPM em que comentou ser gay, Lais Souza deixou claro que sua vida pessoal não deve gerar atenção, sobretudo neste momento.

Para a atleta o foco está totalmente no tratamento que vem realizando desde que sofreu o acidente que a deixou tetraplégica, em janeiro do ano passado, nos Estados Unidos. Em uma declaração enviada através de sua assessoria de imprensa, a ex-ginasta foi clara sobre o assunto:

Na manhã desta terça-feira, Lais foi a apresentadora de um encontro em São Paulo entre atletas paralímpicos para celebrar o acordo entre uma empresa e os Jogos Paralímpicos Rio 2016. Estiveram presentes Clodoaldo Silva (natação), Dirceu Pinto (bocha) e Verônica Hipólito (atletismo).

Na semana passada, em entrevista ao SportTV, ela cogitou pela primeira vez se encaixar em alguma modalidade paraolímpica. Segundo a própria atleta, os movimentos que consegue fazer ainda são pequenos para sonhar ser competitiva, mas ela não pensa em desistir:

– Ainda não tem um esporte que eu consiga me encaixar porque meu movimento é muito pequeno, mas a gente está de olho em alguma coisa. Vamos ver alguma coisa com remo ou bike. Ainda estamos encaminhando, são projetos e talvez eu consiga me encaixar em alguma coisa – disse a atleta de 26 anos, que já consegue sentir algumas partes dos pés e da perna, algo impensável após o acidente.  Naquela segunda-feira, Lais perdeu o controle dos esquis e chocou-se com uma árvore, o que provocou uma torção na coluna cervical, Por Amanda Kestelman Rio de Janeiro.