PAIS PODERÃO FALTAR PARA IREM A REUNIÕES ESCOLARES

Câmara dos Deputados

A proposta de lei nº 620/2011 do relator João Capiberibe, do PSB do Amapá, que estabelece a permissão para os pais faltarem um dia a cada seis meses para participarem das reuniões escolares de seus filhos ou enteados, foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado.

A PLS também garante sete dias em casos de deficiência ou doenças dos filhos, pais, companheiros ou cônjuge, desde que os horários sejam compensados.

Segundo o relator, a assistência dos pais em momentos decisivos na vida do filho é fundamental. “A presença deles garante a manutenção do vínculo familiar”, afirmou Capiberibe.

Agora, a proposta segue para Comissões de Educação e Assuntos Sociais. Fonte Band.