OUTRO PREFEITO DO ESTADO EMPREGA ESPOSA E É INVESTIGADO POR NEPOTISMO

Nepotismo

Mais um prefeito de Mato Grosso do Sul é investigado pelo Ministério Público Estadual (MPE) por nepotismo. O alvo dessa vez é Júlio Cesar de Souza (PDT), prefeito de Paranhos, é investigado por empregar a esposa em secretaria da cidade.

De acordo com a apuração aberta nesta terça-feira (13) pelo promotor William Marra Silva Júnior, da 1ª Promotoria de Sete Quedas, a mulher do prefeito, Suzana Maria Martins de Oliveira, é a atual Secretária de Administração da cidade.

Em junho passado, a imprensa da região de Paranhos noticiou a contratação de Suzana como secretária da cidade. Na época, até o holerite da primeira-dama, que indicava salário de R$ 4,5 mil, foi divulgado.

Coincidência ou não, no último sábado (10), o prefeito Júlio Cesar, em entrevista ao site Fronteira em Foco, afirmou que não irá concorrer à reeleição. De acordo com o prefeito, o motivo de não se candidatar é o estado de saúde da mulher.

“Seria impossível para mim além de governar o município ter que me preocupar com minha possível reeleição e passar por uma campanha que sabemos que será dura. Isto afetaria ainda mais a saúde de minha esposa Suzana, por tanto decidi priorizar a família e deixar a minha carreira política para mais adiante” disse o prefeito.

OUTRO CASO

No fim do mês passado, outro prefeito, dessa vez Paulo Duarte (PT) de Corumbá, foi alvo de investigação pelo mesmo motivo. Paulo nomeou a esposa Maria Clara Mascarenhas Scardini como diretora-presidente da Fundação de Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico de Corumbá.

A situação, segundo o promotor Luciano Bordignon Conte, representa nepotismo e o prefeito da cidade pode responder por ato de improbidade administrativa. Fonte: Correio do Estado.