JUSTIÇA BLOQUEIA R$ 1 MILHÃO DE EX-PREFEITO SUSPEITO DE FRAUDAR LICITAÇÕES

Água Clara/MS

A Justiça concedeu liminar ao MPF (Ministério Público Federal) determinando o bloqueio de R$ 1 milhão em bens de Edvaldo Alves de Queiroz, o Tupete, ex-prefeito de Água Clara, servidores, empresários e empresas locais. Segundo a Procuradoria, os envolvidos desviaram verbas federais do transporte escolar.

De acordo com o que divulgou o MPF, as fraudes teriam ocorrido entre 2010 e 2011. Os responsáveis seriam o então prefeito, outras 11 pessoas e três empresas. Com base em auditoria da CGU (Controladoria-Geral da União), irregularidades foram identificadas em três licitações, com fracionamento indevido de despesa, direcionamento nas contratações, conluios e pagamentos sem comprovação de vínculo. A ação segue tramitando na Justiça.

O dinheiro que o MPF entende que foi desviado veio do Pnate (Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar na Educação Básica). A fonte oficial divulgou que, além do ex-prefeito, respondem pelas irregularidades seis funcionários da Prefeitura, a ex-procuradora jurídica do município e mais cinco comerciantes. Fonte Midiamax.