INVESTIGAÇÕES DO GAECO PODEM CHEGAR A BERNAL E SEUS ALIADOS

Operação Coffee Break

jamal00111A denúncia do vereador Jamal Salem (PR) deverá ampliar as investigações da Operação Coffee Break do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco).

O inquérito já averiguava possível esquema de compra de votos para cassar o prefeito Alcides Bernal (PP). Mas agora, com a acusação de Jamal, o braço direito do Ministério Público Estadual (MPE) poderá apurar também o oferecimento de dinheiro e cargos aos vereadores por Bernal, em troca de votos contra a cassação.

O promotor Marcos Alex Vera, coordenador do Gaeco, convocou o vereador para oitiva marcada para a próxima segunda-feira (26). Ele já foi ouvido por Vera no dia 25 de agosto, quando foi deflagrada a Coffee Break, mas não falou uma só palavra sobre o suposto ilícito de Bernal.

Neste novo depoimento, poderá dizer tudo que sabe sobre o processo de cassação, formalizando as denúncias, até então só apresentadas aos jornalistas, por meio de entrevistas. No entanto, tudo que for dito ao promotor terá de ser posteriormente comprovado, sob pena de ele responder por comunicação falsa de crime. Dependendo do que for declarado, ele terá de encaminhar provas materiais ou apontar testemunhas. Fonte: Correio do Estado