GOVERNO PAGARÁ “PEDALADAS FISCAIS” DE UMA SÓ VEZ

Pagamento à vista foi uma decisão do novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa; Joaquim Levy defendia o parcelamento do débito

Dilma Rousseff diz que espera a chegada de tempos melhores em 2016
Dilma Rousseff diz que espera a chegada de tempos melhores em 2016

Os R$ 57 bilhões referentes às chamadas ‘pedaladas fiscais’ deste ano serão pagos em parcela única. “É a solução mais sábia, tendo em vista o espaço fiscal, orçamentário e financeiro criado para isso”, argumenta o secretário interino do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira.

A maior parte do dinheiro sairá do excesso de arrecadação de anos anteriores e será depositado diretamente para os bancos públicos credores e no FGTS. Serão emitidos títulos da dívida pública apenas para o pagamento de R$ 1,5 bilhão de uma operação do Banco do Brasil.

As pedaladas fiscais são um mecanismo de atraso no repasse de recursos para bancos públicos responsáveis pelo pagamento de benefícios sociais. A manobra levou o TCU (Tribunal de Contas da União) a recomendar ao Congresso a rejeição das contas de 2014 do governo Dilma Rousseff.

O pagamento à vista foi uma decisão do novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. O ex-chefe da pasta, Joaquim Levy, defendia que o valor fosse parcelado. Fonte Band.