GOVERNO DO ESTADO SANCIONA LEI QUE PROÍBE VENDA DE NARGUILÉ E SIMILARES PARA MENORES DE 18 ANOS

Nova Lei

Apensas com a comprovação de maioridade, os comerciantes poderão vender os produtos. (Foto: Ilustração)
Apensas com a comprovação de maioridade, os comerciantes poderão vender os produtos. (Foto: Ilustração)

De acordo com a publicação, os estabelecimentos comerciais que vendem esses produtos poderão vender apenas após a comprovação da maioridade por parte do comprador, que pode ser feito através da identidade ou de algum outro documento de identificação pessoal com foto.

Segundo a gerente do Programa de Controle do Tabagismo de Mato Grosso do Sul, Michele Scarpin Ramos, o narguilé é mais nocivo à saúde humana do que um cigarro “normal”. “Na verdade, o narguilé tem os mesmos componentes que um cigarro, e mais, a água que resfria a fumaça potencializa a ação do monóxido de carbono no organismo humano”, disse.

A gerente do Programa de Controle do Tabagismo destacou ainda que 80 minutos de narguilé aceso equivale a 100 cigarros fumados. Michele destaca ainda que o narguilé também causa dependência e o tratamento é semelhante ao realizado numa pessoa dependente de cigarro. “O narguilé traz a mesma dependência ao organismo e também as mesmas doenças, como câncer de pulmão, laringe, faringe e boca, enfisema pulmonar, entre outras”, afirmou.

O Governo do Estado, através da Secretária de Estado de Saúde, desenvolve programas de prevenção e conscientização sobre os riscos do uso de cigarros e similares, entre eles o Saber Saúde, que é desenvolvido em escolas com crianças e adolescentes. Fonte: Notícias MS/Perfilnews.