ERRO NA FOLHA FAZ SERVIDOR ESTADUAL RECEBER ATÉ R$ 8 DE PARCELA DE 13º

Fórum dos Servidores, que reúne 40 sindicatos, pretende fazer assembleia e questionar situação

forum servidores arquivoO Fórum dos Servidores Estaduais prevê reunir-se nesta semana, entre quinta (7) e sexta (8), para avaliar os pagamentos errados que o governo do Estado efetuou principalmente com o 13º salário. Essa união congrega em torno de 40 diferentes sindicatos.

A reclamação é que houve funcionários que receberam a menos, enquanto outros ganharam a mais. Segundo um dos coordenadores do Fórum, Alexandre Costa, no setor de saúde houve servidor recebendo de R$ 8 a R$ 100 de parcela de 13º salário.

Entre os policiais militares, alguns informaram ao Fórum que receberam uma espécie de “14º”, ao ganharem a mais do que estava previsto.

“Está esquisito. Teve gente que recebeu menos do que ganhou ano passado. Na saúde, são em torno de 3 mil servidores e constatamos essa situação. No salário de hoje (4) já recebi duas ligações de reclamações”, explicou Alexandre Costa, um dos coordenadores do Fórum dos Servidores Estaduais e do sindicato da saúde no Estado.

O PM Mônaco, também ligado ao Fórum, explicou que no 13º muitos servidores informaram divergências. “Vamos nos reunir para discutir essa situação e depois falar com o governo do Estado”, disse.

NA CONTA

O governo divulgou na manhã desta segunda-feira (4) que os pagamentos de dezembro foram feitos e que os valores estariam disponíveis na conta dos servidores até o final do dia.

Conforme apurado com alguns servidores e com o próprio Fórum, as quantias foram efetivadas na conta bancária.

Sobre os questionamentos de valores menores ou maiores do 13º salário, o secretário-adjunto de Administração e Desburocratização, Édio de Souza Viégas, explicou que as diferenças foram por conta de ajustes realizados por conta da média do pagamento.

Como há servidores que ganham por plantão ou tem outros adendos que influenciam no salário, a média para pagamento teria causado essa diferença. “Tem um aviso nos holerites dos servidores sobre isso. O importante é que ninguém foi prejudicado e quem tiver dúvida, pode procurar o recursos humanos para esclarecimentos”, disse Viégas.

Segundo ele, dos 70 mil servidores do quadro, menos de 1% teve problemas.

NOTA OFICIAL

Para explicar a situação, o governo elaborou uma nota para explicar a situação. Veja na íntegra.

“O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul efetuou adiantamento do 13º salário dos servidores inativos em novembro, tendo como base os valores relativos a outubro e, para os servidores da ativa o adiantamento ocorreu em dezembro, com base nos valores de novembro.

Após o processamento da Folha de Pagamento do 13º salário, com os respectivos descontos dos adiantamentos efetuados, em decorrência dos ajustes relativos às verbas variáveis que compõem a remuneração dos servidores (p.ex.: plantão, incentivos), bem como alguma alteração efetuada após outubro ou novembro (p. ex. perda de função ou cargo, inclusão de pensões ou descontos) ocorreram alguns casos de o valor do 13º salário ser inferior ao valor do adiantamento, gerando uma diferença que foi descontada do servidor na Folha de Pagamento de dezembro ou, se necessário, poderá ser descontada meses posteriores para os casos em que não for possível o desconto em dezembro.

Do universo de 78.464 pagamentos efetuados, a situação acima envolveu 4.469 servidores. Destes, os descontos já ocorreram no mês de dezembro para 3.356 casos. Os demais serão efetuados nos meses posteriores, mediante a possibilidade de desconto na remuneração do servidor, sendo analisado cada situação individualmente.” Fonte Folhapress.