EM SOLIDARIEDADE ÀS FAMÍLIAS DE 8 MORTOS, PREFEITURA DECRETA TRÊS DIAS DE LUTO

Nova Andradina

Em solidariedade às famílias das pessoas mortas em comovente acidente ocorrido na noite de ontem (2), a prefeitura de Nova Andradina decretou luto oficial de três dias. A bandeira do município permanecerá hasteada a meio mastro até sábado (5).

De acordo com informações do coordenador geral de comunicação institucional, Marcos Daniel Santi, sete dos oito mortos que viajavam em uma van eram moradores na cidade. Outra vítima, residia no município vizinho, Batayporã.

No período de luto, as atividades na prefeitura serão desempenhadas normalmente. Ainda conforme o setor de comunicação, a administração disponibilizou o Centro de Convivência do Idoso para velório coletivo, caso haja interesse das famílias. O local suporta cerca de 1,5 mil pessoas.

TRAGÉDIA

A van em que viajavam nove pessoas, das quais oito morreram, havia saído de Campo Grande e seguia para Nova Andradina. Conforme informações da polícia, tratava-se de linha comercial.

Evandro Borges Ferreira era quem dirigia e bateu de frente com uma carreta depois de atropelar um animal silvestre, da espécie anta, na rodovia BR-267, entre o Distrito de Nova Casa Verde e a cidade de Nova Alvorada do Sul. Com o impacto, a van pegou fogo e quatro das vítimas morreram carbonizadas.

Além de Evandro, morreram Eliane Oliveira Peixoto, Izilda Cristina Regaço Crivelli, Carlos Antônio Cecílio de Lima, Rosineide Possane de Medeiros, Ricardo Alves dos Santos, Loislane Rocha Pires de Moraes e Silva e Luíza Alves Nunes da Rocha.

Apenas a passageira Jaqueline Beatriz Pereira da Silva sobreviveu e está internada em hospital de  Nova Alvorada do Sul, sem risco de morte, segundo noticiado em site local.

O segundo sobrevivente é  José Wilton de Almeida Silva. Ele dirigia a carreta e sofreu fraturas na perna e braço esquerdo, conforme divulgado pela assessoria de imprensa da Santa Casa de Campo Grande, onde está internado.

José Wilton transportava agrotóxicos, cuja carga ficou esparramada pela rodovia. A anta atropelada pela van morreu pressionada na lataria do veículo. Fonte Correio do Estado.