EM 2015, CENTRO DE REABILITAÇÃO DEVOLVEU 600 ANIMAIS À NATUREZA

Ainda há 1.550 animais no Centro, aguardando as condições necessárias para a soltura. (Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado)
Ainda há 1.550 animais no Centro, aguardando as condições necessárias para a soltura. (Foto: Bruno Henrique / Correio do Estado)

Em 2015, o trabalho realizado pelo Centro de Reabilitação de Animais Silvestre (Cras)  possibilitou que 600 animais recebidos pelo local fossem devidamente tratados e colocados nas condições adequadas para serem devolvidos aos seus habitats naturais.

Neste ano foram recebidos mais de 2,5 mil animais, entre aves, mamíferos e répteis, mas ainda há 1.550 animais alojados no Centro, aguardando as condições necessárias para a soltura ou em tratamento veterinário na quarentena. De todos os animais resgatados de janeiro até agora, 850 morreram.

No Estado, os animais apreendidos por tráfico, sejam pela Polícia Militar Ambiental, Ibama, Polícia Civil e Federal são encaminhados ao Cras, até mesmo animais apreendidos de outros países, a exemplo os canários peruanos e chilenos, que representam 96 % da apreensão em Mato Grosso do Sul.

Entre as espécies de aves mais apreendidas pelo tráfico em MS e consequentemente encaminhadas para a reabilitação, estão o Canário-da-terra, Curió, Bicudo, Coleirinha, Azulão e o Sabiá. Os anos de 2010 e 2011 obteve números recordes em animais capturados, foram 6,4 mil espécies, entre canários, araras e papagaios. Fonte Correio do Estado.