DOIS DIAS DEPOIS DE INTERNADA NA CAPITAL, MORRE JORNALISTA PRISCILLA SAMPAIO, HANTAVÍRUS É “HIPÓTESE FORTE”

Fatalidade

Priscilla morreu na madrugada desta quarta-feira (Foto: Reprodução/Facebook)
Priscilla morreu na madrugada desta quarta-feira
(Foto: Reprodução/Facebook)

Dois dias depois de internada, a jornalista Priscilla Sampaio, de 32 anos, que atualmente atuava como chefe de reportagem e apresentadora na TV Morena, morreu na madrugada desta quarta-feira (30). A jornalista estava internada no Hospital Unimed Campo Grande, na Capital, desde a noite do último domingo (27), quando procurou a unidade de saúde ao se sentir mal com tosse e sintomas de gripe.

A causa da morte da jornalista Priscilla Sampaio, 32 anos, será esclarecida somente após uma bateria de exames, contudo, a hipótese mais forte é de hantavirose. De acordo com a médica nefrologista Heloísa Fujinaka, que atendeu a paciente no Hospital da Unimed, a doença é rara, mas já teve caso em Mato Grosso do Sul.

Horas depois da entrada na unidade, Priscilla precisou ser internada e rapidamente foi induzida ao coma em razão do comprometimento dos pulmões. Uma forte pneumonia e infecção atingiram a doce jornalista. Quase 24 horas depois da internação, os rins de Pri começaram a parar de funcionar e ela teria de ser submetida a hemodiálise, mas não deu tempo.

No último boletim médico divulgado no fim da manhã de ontem, o hospital informava que o estado de saúde da jornalista era grave. Infecção por vários tipos da H1N1 foi descartada e até agora não se sabe qual doença, vírus ou bactéria levou Priscilla a morte.

A jornalista deixa o filho de pouco mais de 1 ano, o marido com quem era casada há três anos, familiares, amigos da Igreja Batista e colegas de trabalho, que tendo sido próximos ou não de Priscilla nas pautas da rua ou na própria redação da TV Morena, puderam compartilhar da doçura de uma jovem sonhadora. Fonte Correio do Estado.