DELEGADO ESTRANHA DESAGRAVO DA OAB/MS CONTRA POLICIAL LINHA DURA

Chapadão do Sul/MS

O delegado titular da delegacia de Polícia de Civil de Chapadão do Sul, Dr. Danilo Mansur, estranhou a decisão da OABMS (Ordem dos Advogados do Brasil) em promover uma mobilização para desagravar o colega, Dr. Cleverson dos Santos, por seu incansável combate ao tráfico de drogas. Segundo ele todos os profissionais que exercem a advocacia no município são respeitados dentro da delegacia no exercício da profissão.

“Nunca houve nenhum tipo de intimidação”, garantiu Mansur. Ele também destacou que a OAB expôs negativamente o nome de um excelente policial que agiu na defesa da sociedade, contra o tráfico de drogas no município, e o advogado em questão queria falar com seus clientes, que eram os traficantes.

Na avaliação do delegado “se houve intimidação foi contra a “instituição da Polícia Civil” e não à OAB”. Ele destacou o fato dos representantes terem promovido o desagravo em frente “à nossa casa”, na clara intenção de repressão contra um fato que não teve a participação de nenhum dos policiais presentes. Confirmou a solidariedade com o delegado de Costa Rica, Dr. Cleverson Alves Santos, cuja imagem foi exposta na mídia pela OAB quando arriscava a vida para combater o tráfico de drogas, o mal que assola todas as camadas sociais de Chapadão do Sul.

Já a presença ostensiva de policiais no dia do desagravo coincidiu com a realização de uma operação de combate ao tráfico de drogas em Chapadão do Sul. A ação da OAB foi apenas acompanhada – especialmente – para garantir proteção aos advogados que participaram do ato. O policial destacou ainda que eles foram recebidos com cordialidade, incluindo o oferecimento de café e água.

Como os policiais já estavam preparados para a operação contra o tráfico de drogas portavam armas de todos os calibres. Danilo Mansur reiterou que não teve por parte da polícia intimidar a categoria. Segundo ele os policiais é que foram constrangidos pela presença de dois advogados vindos de Campo Grande até Chapadão do Sul especialmente para desagravar um policial que apenas prendeu traficantes. Fonte Chapadense News.