CONVÊNIO PERMITE EMISSÃO DE CARTEIRA DE TRABALHO EM 48 HORAS

Interessados devem procurar a Funsat com documentos e comprovante de residência

Convênio foi assinado nesta manhã  (Foto: Kleber Clajus/Correio do Estado)
Convênio foi assinado nesta manhã. (Foto: Kleber Clajus/Correio do Estado)

Carteiras de trabalho passam a ser emitidas, nesta segunda-feira (7), no prazo máximo de 48 horas em Campo Grande. A medida resulta de convênio firmado pela prefeitura e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE).

Caçula de três irmãos, Wesley de Souza Batista, 15 anos, foi um dos últimos a ter que esperar a média que chegava a 25 dias. A busca pelo documento partiu do incentivo dos pais, mas o ingresso no mercado de trabalho é ensaiado para fevereiro. “Quem não trabalha fica vagabundeando por aí e isso não quero”, pontuou.

Ao menos 10 mil carteiras de trabalho são emitidas mensalmente na Capital. A redução do prazo só foi possível com reforço da equipe composta por sete pessoas.

“Neste momento de crise teremos agilidade para as pessoas que precisam da carteira para trabalhar”, disse o superintendente do Ministério do Trabalho, Yves Drosghic.

Da Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat) serão  direcionados dois servidores de forma permanente e outros seis durante mutirão que deve durar uma semana.

Para emissão da carteira de trabalho são necessários a apresentação de RG, CPF e comprovante de residência. A Funsat, neste caso, atende das 7h às 17h.

CRÉDITO

O prefeito Alcides Bernal (PP) aproveitou o evento para divulgar linha de crédito para empreendedores, o chamado Credigente.

Haveria disponibilidade de R$ 1,5 milhão, com juros de 1,5% ao mês. Os documentos necessário para acessar o recurso seriam RG, CPF e comprovante de residência. Há, inclusive, desconto para quem quitar em dia as parcelas do empréstimo. Fonte Correio do Estado.