COM SESSÃO LOTADA, DEPUTADOS DEVEM VOTAR HOJE PROJETO SOBRE AUMENTO DE IMPOSTOS

Trabalhos começaram atrasados e já foram suspensos uma vez para conversas

Mais um dia de plenário lotado e protestos, assim começou mais uma sessão da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (4). Os deputados devem votar os dois projetos sobre aumento de impostos, um do ICMS sobre produtos supérfluos e outro sobre o ITCD, que teve mudanças feitas pelo Governo do Estado depois da pressão de ontem.

Na sessão de hoje, mais manifestantes foram à Assembleia, e muitos deles, funcionários do Estado, protestam a favor de Reinaldo Azambuja (PSDB), muito criticado nos últimos dias em razão do aumento dos impostos.

Com faixas e cartazes, alguns manifestantes, contrários à ação do Governo, pedem até a volta de André Puccinelli (PMDB) e consideram a cobrança do ITCD um confisco.

A sessão começou por volta das 10 horas, o atraso ocorreu em razão de reunião de deputados que debatem os dois projetos e as mudanças apresentadas pelo Governo no ITCD.

Na nova ideia, o ITCD ficaria congelado em 3% até dezembro do ano que vem. No entanto, o percentual só valeria em caso de doações em vida, quando o proprietário morrer, no caso dos inventários, a alíquota seria a mesma já proposta pelo Governo, de até 8% em imóveis que custem mais de R$ 800 mil.

Pouco depois do início da sessão, os trabalhos foram suspensos para uma nova reunião entre os deputados e a expectativa é que a votação aconteça mesmo nesta quarta-feira. Fonte Correio do Estado.