COCA-COLA E MCDONALD’S EXIGEM RENÚNCIA IMEDIATA DE JOSEPH BLATTER

Escândalo da Fifa

blatter-fifaDois dos maiores patrocinadores da Fifa e de seus campeonatos, McDonald’s e Coca-Cola fecharam o cerco ao presidente em exercício da entidade, Joseph Blatter, e exigiram a imediata saída do mandatário.

A pressão dos patrocinadores pode ser determinante para o fim da “era Blatter”, que estava programada para fevereiro de 2016, quando será realizada a eleição para definir o novo presidente da entidade.

“Para o bem do esporte, a Coca-Cola exige que o presidente Joseph Blatter renuncie imediatamente para que seja feito um processo de reforma sustentável e com credibilidade. A cada dia que passa, a reputação da Fifa continua a piorar. A entidade precisa de uma mudança urgente, e isso só pode ser alcançado com uma abordagem independente”, disse a gigante norte-americana em nota, sendo acompanhada pelo McDonald’s.

“Acreditamos que, para o bem do futebol, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, deveria renunciar imediatamente”, afirmou a multinacional de fast-food.

Os patrocinadores já pressionam por mudanças na entidade máxima do futebol desde que o escândalo de corrupção veio à tona com a prisão de dirigentes na Suíça, entre eles o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

A Visa, que também tem contrato com a Fifa, é outra que se manifestou exigindo a saída do suíço. “Acreditamos que nenhuma reforma significativa pode ser feita sob a atual liderança”.

Outro patrocinador da entidade, a cervejaria AB Inbev, que fabrica a cerveja Budweiser, também pediu a saída de Blatter do comando. Em comunicado, o advogado de Blatter nos Estados Unidos disse que o dirigente não renunciará, apesar dos pedidos dos patrocinadores por sua saída.

Se Blatter renunciar, quem assume é o camaronês Issa Hayatou, presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), que é o vice da Fifa a mais tempo no cargo. Fonte: Band.