AZAMBUJA QUER EMPRÉSTIMO COM BANCO INTERNACIONAL PARA PAGAR DÍVIDA DO ESTADO

No começo do ano, dívida do Estado com a União estava em R$ 7,8 bilhões

Azambuja falou sobre dívida em agenda pública. (Foto: Kleber Clajus/Correio do Estado)
Azambuja falou sobre dívida em agenda pública. (Foto: Kleber Clajus/Correio do Estado)

Com a previsão de um déficit de R$ 600 milhões no orçamento do ano que vem e com a dívida com a União que atualmente está na casa dos R$ 7,8 bilhões, o Governo do Estado vai recorrer a instituições internacionais para empréstimos com o objetivo de quitar a dívida com a União. A declaração foi dada nesta segunda-feira (9) pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Durante agenda pública nesta manhã, o governador afirmou que amanhã se reunirá com representante da Secretaria do Tesouro Nacional e que um dos assuntos será o refinanciamento da dívida estadual.

“Estamos buscando melhorar o perfil da dívida do Estado. Temos que melhorar o perfil para nos próximos anos não ter um impacto tão negativo nas finanças mensalmente”, afirmou Azambuja.

Antes da reunião marcada para amanhã, o Governo do Estado enviou ao Tesouro uma carta consulta propondo essa melhoria de perfil e, segundo o governador, deve haver resposta positiva.

“A ideia é fazer empréstimo com organismos internacionais, quitar metade da dívida da União, diminuir desembolso mensal, sobrando fluxo financeiro para projetos de logística e competitividade”, disse o governador.

O empréstimo para quitar parte da dívida seria feito com um banco internacional. Fonte correio do Estado.