APÓS DESPEJO, MOVIMENTO SEM-TERRA BLOQUEIA RODOVIAS EM MATO GROSSO DO SUL

Em solidariedade aos despejados na Usina de Quebra Coco, distrito de Sidrolândia, o movimento sem-terra bloqueou várias rodovias em Mato Grosso do Sul, por tempo indeterminado. De acordo com integrantes do movimento, até agora, já foram bloqueadas as BRs 262 e 267.

Na última quinta-feira (29) cerca de 140 pessoas foram despejadas da usina de cana de açúcar. Depois desta ação, que era amparada por uma decisão judicial, alguns integrantes do movimento declaram que iriam acampam nas rodovias a fim de pressionar o Incra (Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária) na concessão de terras.

De acordo com Jonas Carlos da Conceição, líder do movimento, o objetivo é denunciar a truculência usada pela polícia ao fazer o despejo. Além disso, o movimento acha que a decisão judicial foi arbitrária e a demora do Incra em assentar as famílias é abusiva.

O Incra, por sua vez, já informou que o processo de assentamento segue uma fila. Segundo o órgão, atualmente há 20 mil famílias esperando para serem assentadas.

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), a BR-262, das saídas de Três Lagoas e Terenos, está totalmente bloqueada no KM 409, desde às 6 horas desta sexta-feira.

Já na BR-267 (que liga Jardim a Bataguaçu), a PRF informa que o bloqueio ocorre no KM 136. Fonte: Midiamax.com – Munyz Arakaki.