5 MIL QUILOS DE PEIXES FORAM COMERCIALIZADO

Chapadão do Sul/MS

Cerca de cinco mil quilos de peixes foram comercializados num período de 48 horas em Chapadão do Sul. A procura do produto aumenta na semana santa. Além de peixes vindas da Bacia Amazônica, do Pantanal e de São Paulo (Santa Fé), o estabelecimento vende frutos do mar (lagosta, camarão e o aprovado ki Paella).

Na quinta-feira (02) cerca de mil quilos foram comercializados logo pela manhã. Nesta sexta-feira o movimento começou cedo e até o meio dia cinco mil quilos tinham sido comercializados.

Uma das festas mais importantes para os Cristãos, a Páscoa comemora a morte e a ressurreição de Jesus Cristo e relembra o período conhecido como Quaresma, que se refere aos 40 dias em que Cristo jejuou no deserto.

A Quaresma é o período entre a quarta-feira de cinzas, após o Carnaval, e a Sexta-feira Santa. E para relembrar o jejum de Cristo, foi estabelecida a restrição à carne vermelha aos fiéis em todas as quartas e sextas-feiras. A tradição, mesmo ainda seguida por muitos católicos, deixou de ser uma obrigação da igreja, que evita hoje em dia utilizar a palavra “proibição” com os fiéis. Comer carne vermelha durante a Quaresma, dizem os padres, não é um pecado. 

Os peixes são considerados importantes fontes de ferro, proteína, vitamina B12, cálcio, fósforo, iodo e cobalto. Além disso, é fonte de ômega 3 e 6, consideradas gorduras que fazem bem ao organismo, atuando nos processos inflamatórios, coagulação do sangue e tem efeito favorável na redução dos triglicerídeos, além de ajudar a prevenir doenças cardiovasculares e neurológicas. É recomendado o consumo de peixe pelo menos duas vezes na semana. Fonte: Chapadensenews.